Estrutura do Ofício Parvo

Dando continuidade à série de postagens sobre o Ofício Parvo, vou agora apresentar uma sistematização da organização dele:

Ofícios:

Existem três Ofícios:

  • O Primeiro, recitado a partir das Matinas do dia 3 de fevereiro até as Vésperas do sábado antes do 1° Domingo do Advento exclusive, com exceção da festa da Anunciação da Santíssima Virgem, na qual se reza o Ofício do Advento;
  • O Segundo, recitado desde as Vésperas do sábado anterior ao 1° Domingo do Advento até as Vésperas do Natal, exclusivamente, e nas Vésperas da festa da Anunciação de Nossa Senhora;
  • O Terceiro, reza-se desde as Vésperas da Vigília do Natal até as Completas do dia 2 de fevereiro inclusive.

Orações antes e depois:

Opcionalmente, pode-se rezar antes do Ofício, a oração Abri, Senhor, e após ele, a oração  à Santíssima e Indivisível Trindade, um Pai Nosso e uma Ave Maria.

Horas:

Matinas:

  1. Ave Maria, seguida de Responsório, com dois versículos e duas respostas. Glória ao Pai e Aleluia (ou Louvado sejais, Senhor);
  2. Invitatório, seguido do Salmo XCIV;
  3. Hino;
  4. Um dos três Noturnos de acordo com o dia da semana. Cada Noturno consiste de três salmos, com suas respectivas antífonas;
  5. Versículo e Resposta, seguido do Pai Nosso e da Absolvição;
  6. As três Lições, cada uma precedida pela Benção e seguida pelo Responsório, com Versículo e Resposta. O Te Deum pode seguir a terceira Lição, substituindo o Responsório; ele também pode seguir a segunda Lição, mas se diz após o Responsório dessa e, nesse caso, a ele acrescenta-se Responsório e Benção.

Laudes:

  1. Ave Maria (omite-se quando as Laudes são rezadas imediatamente após as Matinas [1]) , Versículo e Resposta, Glória ao Pai (ou Louvado sejais, Senhor);
  2. Três salmos com suas respectivas antífonas;
  3. Cântico dos Três Mancebos, com antífona;
  4. Salmo CXLVIII, com antífona;
  5. Capítula;
  6. Hino, seguido de Versículo e Resposta;
  7. Cântico de Zacarias, com antífona;
  8. Kyrie, seguido de Versículo e Resposta;
  9. Oração, seguida pelos versículos conclusivos e suas respostas. Entre a Oração e os versículos conclusivos, pode-se fazer a Comemoração dos Santos.

Prima, Terça, Sexta a Noa:

  1. Ave Maria, Versículo e Resposta, Glória ao Pai (ou Louvado sejais, Senhor);
  2. Hino;
  3. Três salmos, com antífona;
  4. Capítula, seguido de Versículo e Resposta;
  5. Kyrie, seguido de Versículo e Resposta
  6. Oração, seguida por três versículos e três respostas.

Vésperas:

  1. Ave Maria, Versículo e Resposta, Glória ao Pai (ou Louvado sejais, Senhor);
  2. Cinco salmos, com antífonas;
  3. Capítula
  4. Hino, com Versículo e Resposta;
  5. Magnificat, com antífona;
  6. Kyrie, seguido de Versículo e Resposta;
  7. Oração, seguida pelos versículos conclusivos e suas respostas. Entre a Oração e os versículos conclusivos, pode-se fazer a Comemoração dos Santos.

Completas:

  1. Ave Maria, Convertei-nos e Resposta, Versículo e Resposta, Glória ao Pai (ou Louvado sejais, Senhor);
  2. Três salmos, sem antífonas [2];
  3. Hino;
  4. Capítula, com Versículo e Resposta;
  5. Cântico de Simeão, com antífona;
  6. Kyrie, seguido de Versículo e Resposta;
  7. Oração conclusiva, com dois versículos e duas respostas. Benção;
  8. Antífonas marianas de acordo com o tempo litúrgico (seguidas, nas rubricas de São Pio X, do Pai Nosso, da Ave Maria e do Credo Apostólico, sempre em voz submissa).

No final de cada Hora, nas rubricas de São Pio X,  quando não se reza a posterior, faz-se o seguinte:

  • Pai Nosso, em secreto;
  • V – O Senhor nos dê a sua paz;
  • R – E a vida eterna. Amém.
  • A Antífona de Nossa Senhora segundo o tempo, que estão após as Completas;
  • V – O divino auxílio permaneça conosco para sempre;
  • R – Assim seja.

Notas:

[1] – Essa é a maneira mais tradicional, similar ao que ocorre no rito Ambrosiano, pois no início as Matinas e as Laudes constituíam um único “momento” do Ofício Divino.

[2] – As antífonas também são omitidas na prática tradicional beneditina, o que só atesta, mais uma vez, a antiguidade do Ofício Parvo.

18 respostas em “Estrutura do Ofício Parvo

  1. Tradicionalmente, no Ofício Parvo, as Matinas e as Laudes de meia noite e a Prima ao amanhecer. Mas como se passou a separar as Matinas das Laudes, seguindo o esquema do Breviário Romano, então eu poderia dizer que as Matinas devem ser rezadas na madrugada, as Laudes as cinco da manhã e a Prima as sete. Também é possível rezar em outras horas que lhe sejam mais convenientes, por exemplo, tomando as Laudes como oração do acordar, seja que horas da manhã for.

  2. Minha dúvida é o contrário: pretendo rezar em três momentos do dia (1 – ao acordar, 2 – ao chegar em casa depois do expediente [final da tarde/início da noite], e 3 – antes de dormir), quais Horas são recomendáveis?
    Pensei em 1 – Laudes, 2 – Vésperas, e 3 – Completas, como a Liturgia Diária das Horas. O que você acha?

  3. Sou leigo, recentemente adquiri o ofício parvo, porém estou com dificuldades, se alguém puder me ajudar a esclarecer algumas dúvidas. 1- No dia-a-dia, para conciliar o trabalho com a vida de oração, é necessário rezar todas as sete horas?

  4. Não, nada é obrigatório, já que você não pertence a um instituto religioso ou associação que tem como regra a reza do OP; você reza aquilo que pode e lhe edifica espiritualmente. Contudo, não acho que rezar todas as Horas atrapalhe seu dia a dia.

  5. “Orações antes e depois”: estas devem ser recitadas antes e depois de cada uma das horas?

  6. Não, antes e depois do Ofício. Caso você reze só uma das Horas, então será antes e depois dela.

  7. Quero rezar, mas estou cheia de dúvidas quanto aos horários porque trabalho. Pode me aconselhar como posso dividir o tempo ou posso rezar todo de uma vez a noite antes de deitar?

  8. Poder pode, mas não se recomenda, afinal, o Ofício, em qualquer uma de suas formas, foi feito para que santifiquemos o dia por etapas. Sugiro que reze então só a Prima, como oração da manhã, e as Completas, como oração da noite (no sentido do que está neste texto: https://apologetica.net.br/2020/07/05/prima/).

  9. Obrigado por esta explicação, ajudou muito. Apenas uma dúvida: quando se diz na Prima “três salmos com antífona”, devo fazer a antífona antes de cada salmo, uma vez no começo ou uma vez no final? Uso o Ofício Parvo da Minha Biblioteca católica e a chamada da antifona está antes dos salmos, mas a oração da antifona está depois. É burrice minha, mas não consigo entender a lógica aqui. Obrigado e fique com Deus.

  10. No Ofício Parvo, como sinal de sua antiguidade, só se faz a chamada da Antífona antes dos Salmos, e depois deles é que se diz a Antífona completa. No caso da Prima, a Antífona e sua chamada diz respeito ao conjunto dos três Salmos, e não de cada um deles individualmente.

  11. Boa noite O que seria “primeiro noturno” , “segundo noturno” e “terceiro noturno”? Uso o ofício da minha biblioteca católica.

  12. Os “noturnos” são divisões das Matinas. No Grande Ofício elas são cantados (ou recitados) em momentos diferentes, no intuito de cobrir toda a madrugada; no Ofício Parvo são cantados ou recitados em dias diferentes (no dia específico você só diz um noturno): o primeiro nos domingos, segundas e quintas-feiras; o segundo nas terças e sextas-feiras; e o terceiro nas quartas e sábados.

    Aproveitando, como não tive contado ainda com essa edição da “Minha Biblioteca Católica” gostaria de saber qual o conteúdo do livreto que ela vende junto com o Ofício Parvo.

  13. Este é o kit que traz o pequeno ofício:
    https://m.facebook.com/minhabibliotecacatolica/videos/126039899243308/

    Possui alguns pequenos erros de digitação, mas é um livreto muito bem feito e durável. A obra de São Máximo Confessor é super interessante, principalmente para conhecer bem o mistério da Dormição de Maria, algo que o povo católico – por estar cada vez mais próximo do protestantismo, parecendo que a Igreja se resume à Bíblia – conhece muito pouco. O saltério são 150 salmos dedicados à Maria, com diversas imagens coloridas de Nossa Senhora, tudo muito bonito e bem feito. Até o momento, é o meu kit favorito da Minha Biblioteca Católica.

  14. Olá, tenho algumas duvidas na recitação do Ofício Parvo, tenho a edição de 1940.

    Recito a Prima na parte da manhã e as Completas ao final do dia, como vi ser indicadas em alguma resposta acima, a minha principal dúvida é com relação as Antífonas, exemplo nas Primas tem uma antífona após o Hino, antes do Salmo, essa antífona devo recita-la só uma vez antes dos salmos ou entre cada salmo? E outra dúvida que tenho é no Salmo, devo reza-lo como fazemos na igreja, antes de cada “estrofe” (sei que esse não é o nome, porém não o lembro agora), recitar a antífona própria de cada salmo ou não, vou lendo o Salmo de forma continua?

    Participo da Missa Nova, por isso não entendo muito desses ritos mais antigos e tradicionais. Minhas dúvidas são bobas, mas tenho encontrado uma dificuldade enorme para achar explicações especificas na internet.

    Foi nesse site onde consegui entender mais sobre o Ofício, e desde já agradeço! Que Deus abençoe.

  15. Júlia, a antífona na Prima você só recita uma vez antes e depois dos Salmos; não há muito segredo nessa edição do Ofício Parvo, é só seguir o que está escrito. Um dos motivos porque gosto dela é exatamente esse, não tem lacunas para ficarmos virando entre páginas, é só rezar o que aparece e pronto.

    Sobre sua outra pergunta, em qualquer versão do Ofício Divino você só recita a antífona antes e depois de um Salmo, ou de um conjunto de Salmos, não no meio deles.

    Note também que no Ofício Parvo só devemos recitar na primeira vez o “anúncio” da antífona; da segunda é que se recita ela toda. Mas para isso também é só seguir o que está escrito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s