O relativismo

Rabino Jonatahn SacksÉ a crença de que não existe ordem moral objetiva, de que a moralidade é o que decidimos fazer dela. A Bíblia tem um modo de defini-la, na última frase de Juízes: “Naqueles dias não havia rei em Israel; porém cada um fazia o que parecia reto aos seus olhos”. É o abandono de um código compartilhado de valores, que é o que liga uma pessoa à outra. Em uma sociedade moralmente relativista, portanto, os relacionamentos não se sustentam: as pessoas não se casam, ou, se chegam a casar, a união não dura. Elas não têm um relacionamento sólidos com os filhos. Banqueiros e financistas não veem razão para renunciar aos salários mais exorbitantes e trabalhar para o bem comum. A sociedade, aos poucos, começa a se dissolver, e o primeiro sinal disso é a dissolução da família. Na Inglaterra, hoje, 50% das crianças nascem fora do casamento. Muitas estão em situação de desvantagem. As crianças pagam o preço da nossa perda de um sentido de lealdade e responsabilidade.

– Rabino Jonatahn Sacks (Veja, 15 de janeiro de 2014)

Uma resposta em “O relativismo

  1. Pegando um gancho na reflexão do Rabino Jonatahn, ver-se não só no último versículo do Livro Sagrado dos Juizes, mas, logo no inicio do capítulo 19, reza que também “Naquele tempo, como não havia rei em Israel…”, cada um fazia a seu bel prazer o que se pensava ser reto. O dilema relatado após o versículo 22 nos parece tão atual comparando com a nossa segurança pública e outros direitos constitucionais. Lendo e refletindo esta passagem Sagrada, temos a sensação que estamos vivendo o mesmo no atual Brasil. Que Deus misericordioso me perdoe! Mas é assim que percebo. Ou será que entendi errado fora do contexto?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s