Categorias
Liturgia

“Missa Tridentina”: história, doutrina e símbolos

Categorias
Catequese

A vida eterna

Categorias
Bíblia

Quem eram os Reis Magos?

Categorias
Crise Eclesiologia Humor Liturgia

Temos a Fé

Categorias
Catequese

Ressurreição da carne

Categorias
Espiritualidade Liturgia

Os leigos devem rezar o Ofício Divino ou o Rosário?

Tradução de um texto do Dr. Peter Kwasniewski, publicado no One Peter Five:

Talvez esta não seja a sua pergunta, mas é uma pergunta que tenho recebido de muitos católicos quando eles discernem quais formas de oração vocal priorizar em suas vidas. Temos um tempo limitado para nós individualmente e e para nosso círculo familiar, então a questão não é meramente teórica. Espero que minha resposta traga iluminação para a mente, bem como paz interior para a alma em busca de seu bem supremo.

Nos tempos antigos e medievais, os leigos frequentemente participavam do Ofício Divino. Um dos objetivos do movimento litúrgico em sua melhor fase era incentivar o canto das Vésperas nas paróquias e promover a recitação do Ofício entre os fiéis leigos, geralmente em traduções ou adaptações. Nesse projeto, eles foram muito bem-sucedidos. Em muitas paróquias, o canto das Vésperas dominicais era simplesmente considerado normal; visto que os Salmos eram sempre os mesmos, a sequência era logo memorizada. Então, a bomba de nêutrons da “reforma litúrgica” atingiu e, apesar do endosso explícito do Vaticano II ao canto paroquial do Ofício, aquele costume e progresso louváveis ​​foram quase todos eliminados. Lentamente, vamos vendo alguns sinais promissores de que o Ofício pode estar voltando mais uma vez à vida paroquial, mas isso está acontecendo quase que exclusivamente na forma tradicional ou usus antiquior.

Categorias
Liturgia

Ordo 2022

Apresento aos leitores, como todos os anos, o Ordo dominical do rito romano tradicional, mais uma extraordinária produção do confrade Karlos Guedes:

Ordo 2022

Ordo 2022 (livreto)

Categorias
Apologética

O Natal, o “paganismo” e o protestantismo