Quem não tem fé, não ama!

É opinião comum que não importa no que as pessoas creem: o importante é o amor.

Mas na “engenharia da santidade” as coisas não são bem assim. Neste mundo, a fé pode existir numa alma que esteja em pecado mortal e que, portanto, tenha perdido o amor-caridade. Mas jamais poderá haver uma só migalha de caridade numa alma que não tenha fé.