Gêmeos univitelinos e a infusão da alma

Pergunta recebida de um leitor:

Os gêmeos univitelinos se desenvolvem a partir de um único óvulo fecundado e, como se afirma que a alma é infundida no momento da fecundação, o que se dá no caso deles?

Instantaneamente após a fertilização, o óvulo fecundado possui a matéria necessária para formar um novo ser humano. Portanto, possui forma humana (leia-se alma).

Mesmo contendo células indiferenciadas, o zigoto já possui a matéria necessária para dali nascer um novo homem. Se em algum momento aquele zigoto se dividir, dando origem a um novo tecido e no caso desse tecido possuir, do mesmo modo, matéria própria para a geração de um novo homem, então lhe será infundida uma nova alma, criada por Deus naquele instante. Continuar lendo

O silêncio salvador de Pio XII

Um interessante texto do Conde publicado no YouTube:

quotePio XII foi um dos papas mais caluniados da história. Em particular, uma certa historiografia judaica militante, tendenciosa, de matriz sionista, tenta a todo custo culpar os cristãos pelo antissemitismo e holocausto, fazendo da Igreja um espantalho do nazismo. Contudo, a tese é muito forçada. Diria que fraudulenta até, pois comete muitos anacronismos históricos, como também falseia o real posicionamento dos judeus perante os cristãos. Os judeus, no geral, sempre tiveram uma atitude de ódio ao cristianismo. Sempre que tiveram oportunidade, hostilizavam os cristãos e hostilizam até hoje. E mesmo com todos os conflitos entre cristãos e judeus, a Igreja sempre tentou agir com prudência. Protegia-os das vexações e violências. Continuar lendo

Pe. Heinrich Maier: um martir da luta contra o nazismo

A história do Pe. Heinrich Maier, uma das últimas vítimas do nazismo em Viena:

Após a guerra, a biografia dele ficou como que “escondida”, pois além de ter agido contra as ordens dos superiores, o que a tornava incômoda do ponto de vista eclesiológico, ele era monarquista, e, por pressão de Stalin, essa posição política virou um tabu na Áustria.