Dawkins, um delírio

O filósofo Dr William Lane Craig expõe de maneira límpida e cristalina a falha completa e irrecuperável do argumento central do livro “Deus, um Delírio”.

Depois dessa, só rindo:

dogdelusion1

2 respostas em “Dawkins, um delírio

  1. Thiago, já tinha visto esse vídeo. Lembro-me que, certo dia, estava debatendo com alguns ateus na comunidade deles, e um deles disse: “Dawkins já refutou tudo isso, tá tudo no livro dele”. Aí, um agnóstico apareceu e postou esse vídeo no tópico, e daquele dia em diante nunca mais Dawkins teve moral naquela comunidade, e é só um ateu neo-iniciado aparecer citando Dawkins que sofre ridicularizações por parte dos ateus. Até hoje, um dos momentos impagáveis do orkut que presenciei. Principalmente quando o Prof. Luiz Pondé arrebentou com o neo-ateísmo de um modo sarcástico e inteligente, vejo que ele tem decaído, pelomenos na classe atéia virtual, que não é lá grandes coisas. Agora, diga-me, o que aconteceu com a postagem sobre o sedevacantismo?

  2. Ela foi retirada, pois não se enquadra naquilo que acredito e que está no “Catecismo sobre o sedevacantismo”. No catecismo eu assumo como minha a posição de São Roberto Bellarmino de que um Papa herege manifesto deixa de ser Papa, e o que eu tinha escrito depois desse post sobre as jumentices de Dawkins era uma tradução da opinião de teólogos que defendem a idéia que mesmo um Sumo Pontífice herege manifesto continua a ser Papa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s