6 prescrições para viver bem e ganhar a salvação eterna segundo D. Bosco

D. BoscoNascido em 1815, São João Bosco foi um homem de inteligência extraordinária, charme e força física – dons que ele usou exclusivamente para servir ao próximo num esforço contínuo de ganhar almas para Deus, especialmente a dos meninos. Ele fundou o Oratório de São Francisco de Sales, uma escola e refúgio para as crianças que ajudava, e, 1859, uma congregação dedicada à educação católica.

O estilo de ensino dele era cândido, simples, mas com uma grande visão. Nesse âmbito, vou apresentar aqui o que ele chamada de “medicina para a alma”. A simplicidade e eficácia dessas “prescrições” nos lembra aqueles velhos remédios caseiros feitos pelas nossas mães ou avós. Eles ajudam jovens e velhos indistintamente.

I prescrição: Dê a Deus a maior honra e glória possível com toda a sua alma. Se você tem um pecado na sua consciência, remova-o o mais rápido possível por meio de uma boa confissão.

II prescrição: Nunca ofenda ninguém. Acima de tudo, esteja disposto a servir aos outros. Demande mais de si mesmo que de seu próximo.

III prescrição: Não confie naqueles que não têm fé em Deus e que não obedecem aos seus mandamentos. Aqueles que não têm escrúpulos em ofender a Deus e que não dão a Ele o que deveriam, não terão barreiras para ofender você e trair sua confiança quando for conveniente.

IV prescrição: Se você não quer cair na ruína, nunca deverá gastar mais do que ganha. Tenha sempre isso em mente e examine suas verdadeiras condições com afinco.

V prescrição: Seja humilde. Fale pouco de si e nunca louve a si mesmo diante de ninguém. Aquele que louva a si, mesmo quando tem um mérito verdadeiro, arrisca-se a perder a boa impressão causada aos outros. Aquele que busca apenas glória e honra tem certamente uma cabeça vazia alimentada apenas pelo vento… não terá paz de alma e não será confiável em suas iniciativas.

VI prescrição: Carregue sua cruz nas suas costas e aceite-a da maneira que é, pequena ou grande, venha ela de amigos ou inimigos ou de qualquer outra origem. O mais inteligente e feliz dos homens é aquele que, sabendo que ele está condenado a carregar a cruz ao longo da vida, de bom grado aceita resignadamente o que Deus lhe enviou.

Promessa de felicidade

D. Bosco conclui: “Caro amigo, eu sou um homem que ama a alegria, e que, portanto, deseja vê-lo e a todo mundo feliz. Se você fizer o que eu digo, vai ser alegre e feliz de coração.”

Traduzido e adaptado deste texto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s