Quem dividiu a Bíblia?

Pergunta recebida de uma leitora:

Quem dividiu a Bíblia em capítulos e versículos?

Quem dividiu a Bíblia em nos capítulos que temos hoje, foi o clérigo inglês Stephen Langton, mais tarde arcebispo de Cantuária. Ele fez isso no início do século XIII, quando era professor na Universidade de Paris.

Até então, uma pessoa só conseguia encontrar uma citação se conhecesse bem a Sagrada Escritura. São Paulo, por exemplo, não tinha como ajudar os leitores de suas cartas a saber de onde tinha tirado o que estava escrevendo, e, por isso, usava expressões como “segundo está escrito” ou “como predisse Isaías” (Romanos III, 4; IX, 29).

Assim, vários eruditos criaram diferentes maneiras de dividir a Bíblia em partes menores ou capítulos, no intuito de que as pessoas encontrassem as citações que lhes interessavam. Mas tudo isso criou um problema: cada um tinha um sistema diferente. Num deles, o Evangelho de Marcos foi dividido em 50 capítulos, não em 16 como temos hoje. Em Paris, haviam estudantes de várias nações e cada um deles levava consigo uma Bíblia de seu país com diferentes formas de divisão. O diálogo, portanto, era impossível.

Então Langton desenvolveu novas divisões em capítulos, e seu sistema fez grande sucesso até o ponto de se universalizar.

A divisão em versículos, como temos hoje, é da lavra de um editor francês (um católico que apostatou para o calvinismo), chamado Robert Estienne, que viveu no século XVI. Vale notar que outros já tinham tido a ideia de dividir a Sagrada Escritura desse modo; copistas judeus, por exemplo, dividiram a Bíblia Hebraica em algo semelhante aos versículos muitos séculos antes, e o dominicano Santes Pagnino criou um sistema de versificação para o Novo Testamento em 1527. O que não se tinha era um sistema unificado.

Etienne, nesse contexto, dividiu o Novo Testamento em versículos numerados e depois juntou esse esquema ao dos copistas judeus. Em 1553, ele publicou a primeira Bíblia completa (em francês) com tal numeração e, apesar dos protestos de quem achava que desse modo o texto ficava muito fragmentado, sua sugestão se tornou virtualmente universal, com pequenas variações a depender da edição.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s