Medo e preconceito

quoteO medo de parecer preconceituoso não é, em si, uma coisa ruim. É controlando nossas forças sombrias – e quem tem mais sombras no passado do que a Alemanha? – que nos educamos a respeitar o “outro”, o da tribo diferente, seja ele han, hutu ou hamburguês. Os problemas acontecem quando esse autopoliciamento vira justificativa para o injustificável – “Ah, ele esfaqueou o médico na bicicleta porque foi abandonado pela sociedade”, “Virou homem-bomba por causa dos ataques a populações muçulmanas”. A manipulação política desses sentimentos (geralmente alguma variação do clássico “Isso é coisa de fascista”) também tem efeitos frequentemente opostos ao objetivo desejado.

– Vilma Gryzinski (Veja, 20 de janeiro de 2016)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s