Categorias
Liturgia

Ofício Parvo: comparando salmodias

Sendo um dos tesouros que o Espírito Santo soprou na Igreja, mas que acabou escondido, não é a toa que não só o Ofício Parvo do rito romano seja desconhecido nos nossos dias, mas também as versões dele em outros ritos (e que ajudaram religiosos, oblatos, membros de ordens terceiras e leigos diversos ao longo dos séculos a se santificarem). Assim, visando partilhar mais um pouco das informações que reuni ao longo dos anos, fiz a seguinte tabela comparativa (tive por base um antigo site de Theo Keller, não mais no ar, que fazia o estudo de várias versões do Ofício Divino, e um exemplar do Ofício Parvo Carmelita que tenho em mãos):   

RomanoCarmelitaDominicanoMonástico
MatinasDomingos, segundas e quintas-feiras
8
18
23

Terças e sextas-feiras
44
45
86

Quartas-feiras e sábados
95
96
97
(como no romano)Todo dia
8
18
23
(como no romano)
Laudes92
99
62
Dan. 3
148
(como no romano)(como no romano)(como no romano)
Prima53
84
116
53
116
117
119
120
121
(como no romano)
Terça119
120
121
(como no romano)122
123
124
(como no romano)
Sexta122
123
124
(como no romano)125
126
127
(como no romano)
Nona125
126
127
(como no romano)128
129
130
(como no romano)
Vésperas109
112
121
126
147
(como no romano)(como no romano)(como no romano)
Completas128
129
130
12
42
128
130
131
132
133
(como no romano)

É bom lembrar que a maior parte das diferenças entre essas versões do Ofício Parvo não se dá na Salmodia, mas nas suas outras partes, como as antífonas, os hinos e os versículos e respostas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s