Categorias
Crise Filosofia Liturgia

Análise junguiana do Motu Impróprio

Apresento aos leitores uma das análises mais criativas que já vi sobre o a perseguição ao patrimônio da Igreja, concretizado no rito romano tradicional, que foi iniciada pelo “Papa” Francisco:

Para quem quiser aprofundar, sugiro este minicurso:

4 respostas em “Análise junguiana do Motu Impróprio”

Na sua visão os sedes/neocons exageram a autoridade do Papa, partindo de uma ideologia ultramontanista. Se um Papa pode errar sem parar, na sua ótica, por que duvidar se ele é Papa?

Nunca disse que um Papa pode errar sem parar; existem erros e erros, e também existe ignorância e malícia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s